Uma paixão milenar

O vinho tem sido considerado como uma parte valiosa de muitas culturas há séculos. Desde o cultivo de variedades de uva preciosas até o desenvolvimento de vinhos espumantes e fortificados, a produção de vinhos cresceu e se desenvolveu ao lado dos artesãos que amorosamente esmagaram, engarrafaram e armazenaram esse tesouro durante milênios.

Tipos de Vinho

Vinho Tinto

Com sua cor característica e sabor marcado pela alta concentração de taino, funciona maravilhosamente bem em realçar os sabores da carne vermelha. O vinho tinto também são um excelente acompanhamento para massas, tapas ou antepasto. Deve ser servido a uma temperatura levemente inferior a ambiente.

Variedades populares de vinho tinto: Cabernet Sauvignon, Zinfandel, Merlot, Pinot Noir, Cabernet Franc, Malbec, Barbera e Sangiovese.

Vinho Rosé

O Rosé é um vinho leve e fácil de beber. Apresenta variados tons de rosa e é melhor apreciado quando servido gelado em um dia quente. É o perfeito complemento de pratos picantes, mas é igualmente perfeito quando acompanhado de queijos curados.

Variedades populares de vinho rosé: Pinot Noir, Zinfandel, Pinot Grigio e Sangiovese.

Vinho Branco

A presença de tanino também é notada, mas não o suficiente para torná-lo a estrela do show. Em vez disso, o vinho branco é reconhecido pela sua acidez marcante. Excelente escolha para acompanhar pratos de peixes e aves, este deve ser servido sempre gelado.

Variedades populares de vinho branco: Chardonnay, Riesling, Sauvignon Blanc, Semillon, Moscato (Muscat), Pinot Grigio e Gewürztraminer.

Espumante

O espumante é feito de uma grande variedade de uvas vermelhas e brancas que tem carbonatação significativa. Esta característica pode ocorrer como uma parte natural do processo de fermentação ou via injeção de dióxido de carbono após a fermentação.

Variedades populares de espumantes: Brut Nature, Extra Brut, Brut, Extra Dry/Extra Sec/Extra Seco, Dry/Sec/Seco, Demi-Sec/Semi-seco e Doux/Sweet/Dulce.

Como devo armazenar meu vinho?

As garrafas de vinho não abertas devem, idealmente, ser armazenadas deitadas (para impedir que a cortiça seque) a uma temperatura de 8 a 19 graus e abrigadas do contato com a luz. Nem todos nós temos o luxo de ter uma adega, então um sótão ou armário fresco seria ideal. É melhor não manter o vinho por mais de alguns dias na geladeira e, definitivamente, longe de bancadas quentes ou prateleiras próximas ao fogão.

Uma vez que uma garrafa de vinho tenha sido aberta, ela não vai demorar mais do que alguns dias (com exceção de alguns vinhos enxertados doces como a Madeira, que pode ficar por meses). A melhor forma de mantê-lo em bom estado é na geladeira, substituindo a rolha de cortiça da garrafa ou decantando o vinho em uma garrafa menor para reduzir a quantidade de ar que entra em contato com o vinho.

Vinhos nacionais e importados

Buscamos ao redor do mundo os melhores vinhos para que a sua experiência seja inesquecível.